Creche FNDE

CONHEÇA A ESTRUTURA DE COBERTURA EM STEEL FRAME

A Espaço Smart ajuda você nesse empreendimento oferecendo:

  • KIT Estrutura de Cobertura com acessórios – Conforme especificação do edital e NBR 15.253:2014.
  • Projeto Estrutural em SMART Frame
  • Estrutura Engenheirada em LSF (Z275)
  • Acessórios
  • ART Projeto Estrutural
  • Piso vinílico homogêneo, forros modulares e grama sintética

Projetos de cobertura de bloco e pátio

           

Creche Tipo 1

CRECHE PROINFÂNCIA FNDE TIPO 1

Capacidade de até 376 crianças, em dois turnos (matutino e vespertino), ou 188 crianças em período integral. Foi considerada como ideal a implantação das escolas do Tipo 1 em terreno retangular com medidas de 40m de largura por 60m de profundidade e declividade máxima de 3%.

ÁREA: 1317,99 m²

Creche Tipo 2

CRECHE PROINFÂNCIA FNDE TIPO 2

Capacidade de atendimento de até 188 crianças, em dois turnos (matutino e vespertino), ou 94 crianças em período integral. Foi considerada como ideal a implantação das escolas do Tipo 2 em terreno retangular com medidas de 45m de largura por 35m de profundidade e declividade máxima de 3%.

ÁREA: 775,85 m²

Abaixo você irá encontrar partes do Memorial Descritivo publicado pelo FNDE e quais materiais a Espaço Smart pode fornecer para ajudar você nesse projeto:

3.1. CARACTERIZAÇÃO DO SISTEMA CONSTRUTIVO

Em virtude do grande número de municípios a serem atendidos e da maior agilidade na análise de projeto e fiscalização de convênios e obras, optou-se pela utilização de um projeto-padrão.

Algumas das premissas deste projeto padrão têm aplicação direta no sistema construtivo adotado:
· Definição de um modelo que possa ser implantado em qualquer região do território brasileiro, considerando-se as diferenças climáticas, topográficas e culturais;
· Facilidade construtiva, com modelo e técnica construtivos amplamente difundidos;
· Garantia de acessibilidade aos portadores de necessidades especiais em consonância com a ABNT NBR 9050 – Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos;
· Utilização de materiais que permitam a perfeita higienização e fácil manutenção;
· Obediência à legislação pertinente e normas técnicas vigentes no que tange à construção, saúde e padrões educacionais estabelecidos pelo FNDE/MEC;
· O emprego adequado de técnicas e de materiais de construção, valorizando as reservas regionais com enfoque na sustentabilidade.

Levando-se em conta esses fatores e como forma de simplificar e agilizar a execução da obra em todas as regiões do país, o sistema construtivo adotado alia técnicas convencionais a aplicação de componente industrializados amplamente difundidos, a saber:
· Estrutura de concreto armado;
· Alvenaria de tijolos furados (8 furos e 6 furos, dimensões nominais: 9x19x19cm, 9x19x39cm e 14x19x39cm conforme NBR 15270-1: Componentes cerâmicos – Parte 1: Blocos cerâmicos para alvenaria de vedação – Terminologia e requisitos);
· Forros de gesso e mineral;
· Telhas termo acústicas de preenchimento em PIR, apoiadas em estrutura metálica de cobertura.

4.4. COBERTURAS
4.4.1. Estrutura Metálica
4.4.1.1. Características e Dimensões do Material

Treliças em aço galvanizado, tipo light steel frame (lsf), conforme especificações do projeto de estruturas metálicas.

Refere-se ao conjunto de elementos metálicos, necessários para a fixação e conformação do conjunto do telhado. Serão componentes da estrutura metálica da cobertura, elementos como treliças espaciais, tesouras, terças, mãos francesas, longarinas, peças de fixação e contraventamento, necessário para a fixação e conformação do conjunto do telhado.

A estrutura metálica do telhado será apoiada sobre estrutura de concreto armado ou engastada em alvenaria de platibanda, conforme o caso, obedecendo as especificações do fabricante de telhas.

A estrutura metálica será executada em aço resistente à corrosão atmosférica, com resistência ao escoamento mínimo (fy) de 300 Mpa, a resistência à ruptura mínima (fu) de 415 MPA. Conectores de cisalhamento, chumbadores e chumbadores químicos: deverão respeitar dimensões mínimas, conforme normas específicas.

 

4.6.8. Teto – Forro Mineral
4.6.8.1. Características e Dimensões do Material:

Forro modular em fibra mineral modelada com acabamento de superfície com tinta vinílica a base de látex já aplicado em fabrica. Fator de Propagação de Chama: 25 ou inferior.

4.6.8.2. Sequência de execução:

O sistema de forro modular é composto por placas de 625 x 1250 mm, apoiadas em um sistema de suspensão, composto por: perfis T principais, perfis T secundários, cantoneiras e tirantes. As placas devem ser instaladas segundo especificações na paginação do forro, (ver projeto arquitetônico).

Inicialmente deve ser determinada a altura de instalação do forro, marcando-se uma linha nivelada ao redor das três paredes e instalando-se uma tira de gesso na quarta parede. Esta altura deve prever pelo menos 75mm livres acima do forro, considerando-se o nível de dutos, tubulações e outros elementos, de maneira a permitir manobrar um painel acomodado na abertura da suspensão. Após a determinação do nível, instalar a cantoneira.

 

4.7.2. Piso Vinílico em manta

4.7.2.1. Caracterização e Dimensões do Material:

– Piso Vinílico em manta, antiderrapante e com agente bacteriostático para a redução
da proliferação de bactérias.

– Mantas de: 20,00m (comprimento) x 2,00m (largura) x 2mm (espessura)

– Modelo de Referência: Marca: Tarkett; Linha: Absolute; Coleção: Elements/Total Safe; Disponível em mantas de 2x20m com 2mm de espessura.

4.7.2.2. Sequência de execução:

As mantas ou placas devem ser aplicadas sobre contrapiso que deve estar seco e isento de qualquer umidade, perfeitamente curado, impermeabilizado, totalmente isento de vazamentos hidráulicos; limpo, firme: sem rachaduras, peças de cerâmica ou pedras soltas; o contrapiso deve também estar liso: sem depressões ou desníveis maiores que 1mm que não possam ser corrigidos com a massa de preparação;

O contrapiso deve receber massa de preparação para correção da aspereza da superfície – conforme descrição no caderno de encargos – e a camada de massa após secagem deve ser lixada e o pó aspirado. O piso deve ser fixado com adesivo acrílico adequado, indicado pelo fabricante do piso.

4.7.2.3. Conexões e interfaces com os demais elementos construtivos:

A conexão entre a manta aplicada sobre o contrapiso e a parede deve ser feita utilizando-se a peça: Arremate de rodapé, especificada pelo fabricante do piso. Modelo de Referência: Marca: Tarkett; Acessórios de PVC – Arremate de rodapé – 9360. Alternativamente, poderá ser utilizado rodapé em PVC flexível, na cor branca, de largura 5cm ou 7cm.

Opção 2: Grama Sintética

– A grama sintética possui fios com altura de 12mm, 50mil pontos por m2 é composta por 100% Polietileno. Trata-se de um material de fácil manutenção e limpeza, altamente indicado para playground, pois possui alta capacidade de amortecimento.

– Grama sintética de 12mm ou 20mm;

– Modelo de Referência: grama sintética 12mm Playgrama.

Todas as informações foram retiradas do site: FNDE