Laje

 

ESTRUTURA DA LAJE

A estrutura de laje em uma obra LSF pode seguir dois formatos estruturais, sendo eles:

  • Treliçado: Utilizando a mesma tipologia de montantes das paredes (90mm)
  • Vigamento: Perfis de maiores dimensões fazendo a função de vigas.

Existem também outras combinações de perfis para formar a laje. O que definirá a forma adotada é o tamanho do vão e quantidade de apoios, e em compatibilização com os demais projetos, poderá também ser definida pelas tubulações que transitarão pelos perfis.

A definição da altura das treliças ou vigas bem como as espessuras das peças vai depender do cálculo estrutural, por isso é necessário frisarmos novamente a importância do projeto em todo o processo de uma obra.

 

MODULAÇÕES

As treliças ou vigas de laje, assim como as paredes, devem seguir uma modulação. A mesma modulação adotada nas paredes será a da laje. As peças devem sobrepor exatamente sobre os montantes da parede cara correta transmissão das cargas.

 

FORMAS DE REVESTIR A LAJE

Existem basicamente duas formas de revestir a estrutura da laje, o que chamamos de laje seca e laje úmida.

Laje Seca: Composta por placas de Mezanino 23mm ou 40mm, ou uma mescla de OSB 18,3 mm com placa cimentícia. Esse tipo de laje é indicado para locais sem desníveis e é ideal para pisos secos (laminados, tábuas, vinílicos). Outra vantagem dessa composição é a leveza e rápida instalação.

 

 

Laje Úmida: Composta por placa de OSB 18,3 mm e um contrapiso armado com concreto tipo “farofa” sobre o mesmo. É preciso aplicar uma lona plástica de dupla camada sobre o OSB antes de aplicar o contrapiso. A armação do mesmo deve ser realizada com malha pop, positiva e negativa. As vantagens desse tipo de laje é a possibilidade de realizar desníveis na própria argamassa, bem como impermeabilizar e assentar revestimentos cerâmicos. Geralmente esse tipo de laje é escolhida também pela sensação de rigidez que apresenta. Quando a laje úmida for adotada é preciso tomar cuidado em respeitar a espessura adotada do contrapiso para não gerar sobrepeso, além da proteção dos perfis de aço do segundo pavimento, para que não entrem em contato com o concreto.