Energia Solar: O Brasil em Relação ao Mundo - Espaco Smart

Novidades

Back to Novidades
Energia Solar

Energia Solar: O Brasil em Relação ao Mundo

O Brasil é um dos países que têm um expressivo potencial para geração de energia elétrica a partir de fonte solar. Possui em média uma incidência solar de 5,4 quilowatt-hora/metro quadrado – mais do que Estados Unidos, China e Alemanha, por exemplo. No entanto, em termos de capacidade instalada de geração fotovoltaica, o Brasil tem apenas um gigawatts. A China, por exemplo, tem 130 gigawatts.

O segmento de energia que mais cresce no mundo é o do solar fotovoltaico. A fonte se expandiu mais rapidamente do que qualquer outra fonte de combustível pela primeira vez, em 2016, segundo a Agência Internacional de Energia.

Em 2019 estima-se que o sistema de Energia Solar deverá ter um salto de 44% na capacidade instalada, o que levaria o país à marca de 3,3 gigawatts (GW) da fonte em operação.

O grande crescimento do mercado solar brasileiro, será com base na chamada geração distribuída (placas solares em telhados ou terrenos gerando energia para atender à demanda de casas ou de estabelecimentos comerciais e indústrias). Esses projetos de geração distribuída, deverão acrescentar cerca de 628,5 megawatts (MW) em capacidade solar ao país, um crescimento de 125%, enquanto as grandes usinas fotovoltaicas devem somar 383 MW até o final do ano, um avanço de 21%.

Entre 2017 e 2018, a geração distribuída já havia mostrado ritmo mais forte, com expansão de 172%, contra 86% nas grandes usinas, mas os projetos de GD, menores, adicionaram naquele período 317 MW, contra 828 MW dos empreendimentos de grande porte, viabilizados após leilões de energia do governo.

Com o aumento das tarifas de energia no Brasil desde 2015 e a redução nos custos de equipamentos fotovoltaicos, os investimentos em GD reduziram e podem ser recuperados em um período de três a sete anos.

Apesar do grande crescimento, a energia solar ainda tem presença incipiente na matriz elétrica do Brasil, dominada por grandes hidrelétricas. A fonte responde atualmente por cerca de 1% da capacidade instalada no país, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

-Por Rafael Buss, Engenheiro Eletricista

Compartilhe esta página:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Novidades
Espaco Smart
Solicite Orçamento
close slider